Carlos Fontes

 

 

Madeira 

A Madeira é um jardim. A propaganda turística, corresponde à realidade. No entanto, no que toca a educação, a começar pelo presidente desta região autónoma, estamos perante um desastre nacional.

Em todos os ciclos de estudo, a Madeira  tem as mais elevadas taxas de insucesso escolar, segundo o relatório 'Estado da Educação', publicado pelo Conselho Nacional de Educação (2010). 

Qual a influência nestes resultados dos exemplos que  diariamente dão às crianças e jovens os políticos da região?. Como é sabido, a maioria é conhecida por comportamentos arruaceiros e pelos seus insultos aos portugueses do continente. Mais

.

Gestão Escolar

Reflexão sobre Modelos e Estilos de gestão. Mais

.

 

 

.

"Difícil é Educá-los?"

David Justino, antigo ministro da Educação, de um dos piores governos que Portugal já conheceu, publicou recentemente um importante livro de sobre a educação dos portugueses.

Começa com um problema sem solução à vista: Todos os governos em Portugal estão condenados a falhar na educação, porque os portugueses são dificilmente educáveis. Quanto maior é o número de alunos, maior é o fracasso e a diminuição na qualidade da educação. O problema não é de hoje, data pelo menos da primeira metade do século XIX. Mais

 

.

Formação de Formadores em Portugal

Um texto incontornável neste domínio

.

 
 

Um  Projecto Pioneiro:

História da Formação Profissional e da Educação em Portugal e Colónias

Carlos Fontes

 
  .
 

,

Relatório de Pisa:  O que Mudou na Educação em Portugal ?

A divulgação do Relatório de Pisa -2010, desencadeou em Portugal duas posições contraditórias: o Governo viu nos resultados obtidos pelos alunos portugueses a confirmação que as suas politica educativas desde 2005 eram correctas, os sindicatos e muitos professores viram nos uma ameaça à sua luta. Mais

 

 

 

 

Outros Textos: 

 

Cronologia do Ensino Secundário em Portugal

 

 

.

 
 

Violência nas Escolas Públicas 

A subida do Partido Socialista ao poder, em 2005 é marcada por um aumento da violência nas escolas públicas em Portugal. Durante o ano lectivo de 2006/2007 foram registadas 185 casos de agressões a professores. O número real era muito superior, dado que muitos não apresentam queixa por medo de represálias ou por vergonha. No ano lectivo de 2007/2008  a onda de violência atingiu dimensões sem precedentes. O Procurador Geral da República (PGR), incomodado com a situação em 2008, afirmou publicamente que os agressores não estavam a ser punidos. 

O Governo ignorou todos os protestos dos professores. Os resultados desta política estão à vista !  Mais

 
 

.

Misérias da Classe Docente

O ano de 2008 ficará para a história como aquele em que uma classe profissional veio em peso para a rua clamando pela sua dignidade profissional. Bastaram dois meses de 2009, para que uma grande maioria dos seus membros se mostrassem incoerentes e facilmente compráveis por promessas do Governo, sem que nada de substancial daquilo que eram contra se tivesse alterado. Mais

 
  .  
 

 

Ensino Secundário

As Reformas no Sistema de Ensino (2005/2008) . Reformas do PSD - Colapso (2002-2005) . Reformas do PSD -Inicio (2002-2004) . Ponto da Situação (2002 ). Reforma do PS -Abandono (1997-2002  . Reformas (1974-1995)  .. Reformas do PS -Inicio (1996 -2002) . Dilemas do Secundário . Ensino Secundário em Números .

 

Políticas Educativas do Partido Socialista (1974-2008). Políticas Educativas do PSD (1974-2008). 

 
 

 

Ensino

Paradigmas Educativos . Insucesso Escolar . Escola Inclusiva . Indisciplina nas Escolas .Bibliografia Temática . Curso de Psicologia (novidade) .  Sobre o Currículo .

 
 

 

Formação Professores

Formação de Professores(1901-2000) .Formação de Professores (1816-1900) .Modelos de Formação .Pedagogos Portugueses .Programas de Formação . Formação Contínua (reflexão sobre experiências do passado recente).

Etapas da Vida do Professor . Paradigmas e Modelos de Formação de Professores . Profissão: Professor

 
 

 

Tecnologias Educativas

Escolas,Saberes e Tecnologias .Qual é o Melhor Meio de Ensino? . As Novas Tecnologias e as Escolas . Avaliação do Software Educativo .Classificação do Software Educativo .Teorias de Aprendizagem e Software Educativo . Grelhas para Avaliação de Software Educativa . Moodle - Reflexão sobre a utilização de uma plataforma.

 
 

 

Métodos Pedagógicos

Modelos Organizativos e Métodos Pedagógicos .

 
 

 

Métodos e Técnicas de Investigação 

Métodologias Qualitativas e Quantitativas .Entrevista . Histórias de Vida.

 
 

 

Ensino de Filosofia

Construir Saberes . Ensino da Filosofia (1 ) .Ensino da Filosofia (II) . Ensino da Filosofia em Portugal . Fim da Filosofia no 12ª. Ano  (1).Novos Programa de Filosofia (2)

 

 
 

.

Formação Profissional. Temas e Problemas

 

 
  Dos Princípios

Na formação formação profissional existem dois princípios fundamentais: o da eficácia e o da eficiência. 

 

O primeiro exige que a formação seja feita tendo em vista um objectivo mensurável. 

 

O segundo que este seja atingido ao menor custo. 

 

Podemos ter um uma formação eficaz, mas pouco eficiente, e vice-versa. 

 

Olhando  para o panorama da formação profissional em Portugal, temos que dizer que a mesma não é nem eficaz, nem eficiente.

 

O caso mais ilustrativo desta situação ocorre com a formação inicial de jovens. Vários ministérios assumiram como incumbência a criação de "escolas" para combaterem quer a baixa escolaridade da população, quer a falta formação profissional dos jovens antes do ingresso no mercado de trabalho. 

 

O resultado é simplesmente catastrófico em termos globais. Muitas estruturas de formação  fazem o mesmo, mas nenhuma o faz de modo satisfatório. Nem o sistema formal  de ensino tutelado pelo Ministério da Educação conseguiu criar uma estrutura de formação adequada e eficaz, nem o sistema informal a cargo dos restantes ministérios o logrou fazer. Os problemas persistem ou agravam-se, apesar dos enormes recursos consumidos. 

 

Não será tempo de mudar de política neste sector?

.

Carlos Fontes

 
 

.

 Curso de Psicologia. Uma ferramenta útil para formadores

.

 
 

 

IEFP: Onde Pára a Formação Profissional?

De acordo com o nome, o IEFP, é uma instituição pública que executa a política de emprego e de formação profissional do governo, através de uma rede de centros de emprego e de formação. A realidade é todavia outra bem diferente.

A formação é uma actividade subsidiária dos centros de emprego e dos seus ficheiros de desempregados. Não admira que seja uma actividade pensada e realizada  por profissionais exteriores à organização. 

Apesar do número de funcionários ter crescido desde 1995, o número de formadores e outros técnicos de formação têm vindo a diminuir, estando mesmo em vias de extinção. Mais

 
     
     
     
     

 






 

.
/
  Entrada  
  Editorial  
  .  
 

Ensino

 

Ensino Secundário

 

Tecnologias Educativas

 

Métodos e Técnicas

 

Métodos Pedagógicos

 

Formação de Professores

   
  Ensino da Filosofia
  .
  Formação Profissional
 

Editorial 

 

Políticas 

 

Métodos

 

Avaliação

 

Formadores

 

Orientação

 

Problemáticas

 

Gestão

 

Glossário

  .

 

 

Contactos

   
  Agenda
   
   
     
     
   
   
   
   
   
   
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outros sites da Rede Filorbis:

 

http://afilosofia.no.sapo.pt 

(Filosofia) 

 

  http://acultura.no.sapo.pt (Cultura)

  http://lusotopia.no.sapo.pt (Lusosofia,Lusotopia)

 

http://confrontos.no.sapo.pt (Globalização) 

  http://jornalpraceta.no.sapo.pt

(Intervenção Local)

  http://imigrantes.no.sapo.pt

(Imigração)

 

http://colombo.do.sapo.pt (investigação sobre Cristovão Colombo). 

 

http://lisboa.do.sapo.pt (Lisboa)

 



 

 

Para nos contactarcarlos.fontes@sapo.pt